Governo de SP anuncia antecipação da 2ª dose da Pfizer para 21 dias

Rede de Rádios

Governo de SP anuncia antecipação da 2ª dose da Pfizer para 21 dias

 


O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta segunda-feira (18) em suas redes sociais que o intervalo de aplicação da vacina da Pfizer contra a Covid-19 passará para 21 dias no estado. A medida valerá para a população com mais de 18 anos e deve antecipar a dose de cerca de 2 milhões de pessoas. 


A nova estratégia do governo começa a valer a partir desta terça-feira (19) em todos os municípios do estado. 



O prazo recomendado atualmente pelo Ministério da Saúde, porém, é de oito semanas entre a primeira e a segunda dose da vacina. O intervalo anterior também provém de uma antecipação, já que o imunizante começou a ser aplicado no Brasil com prazo de três meses entre as doses. 


Já a bula do imunizante registrada na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomenda um intervalo de 21 dias entre as doses.  


A vacinação dos adolescentes de São Paulo seguirá com o intervalo de oito semanas. O governo estuda antecipar o intervalo para esse público com a disponibilização de mais doses da Pfizer pelo governo Bolsonaro.


Segundo o Vacinômetro do R7, o estado vacinou até o momento 80,5% da população com a primeira dose e 63,7% com a segunda dose ou dose única.


Estudos mostram que prazos maiores entre as aplicações da vacina geram resposta imunológica mais robusta. A Infectologista Claudia Maruyama, no entanto, acredita que a disponibilidade maior das doses da vacina justifica o intervalo curto. 


"Os estudos indicam uma boa resposta a partir desse intervalo. No cenário atual já podemos pensar em antecipação das doses, desde que se respeite o intervalo mínimo prescrito em bula", explica.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem